A Jornada


Edição: 1
Editora: Novo Conceito
Autor (a): Erin E. Moulton
ISBN: 978-85-63219-53-4
Ano: 2011
Páginas: 200
Classificação: ★★★
Links: Skoob - Site - Compare Preço

Sinopse


“A história começa lá em casa. Na montanha. Cinco quilômetros morro acima em uma rua poeirenta e esburacada, passando pelo pomar de Mr. Benny, logo depois da banca de legumes da Nanny Ann. Estamos no outono, minha estação favorita. E em poucos dias será meu feriado favorito: Halloween. É isso aí, aqui em Canton Creek Turnpike, é tempo de pegar doces e esculpir abóboras.” Quando as crianças ouvem histórias sobre lendas, mistérios e milagres, só podemos imaginar – de longe – o que estes contos podem significar em suas mentes. A história de A jornada surge assim: de uma senhora misteriosa, que vive entre as águas da floresta e é capaz de realizar milagres, a uma linda e comovente narrativa sobre o amor entre irmãs. Ao nascer fraquinha, com a vida em risco, Lilly desperta em suas irmãs uma necessidade heróica de providências. Tocadas pela tristeza que abate a família, elas se arriscam em uma jornada cheia de aventuras e situações muito incomuns. Entre florestas, quedas de água, pântanos, barulhos assustadores e caçadores nada agradáveis, as meninas lutam pela própria vida enquanto buscam a água milagrosa que deverá salvar sua irmãzinha. Um conto de fadas contemporâneo, escrito de forma sensível, que envolve o leitor nas maluquices das garotas e que é capaz de encantar e enternecer.

___________________________________________________ 

Sabe aquela sensação de assistir a um filme na sessão da tarde? Tipo, friozinho, pipoca, edredom quentinho e uma vontade incrível de apenas viajar na simplicidade de uma comovente história.  Foi essa sensação que tive ao ler “A Jornada”.
Pela sinopse, pensei que encontraria um livro cheio de magia e mistérios, do tipo com fadas, bruxas e encantamentos. Na verdade o encanto desse livro vai além da magia, do sobrenatural, é algo singelo e realmente verdadeiro.
Ele conta a história de quatro irmãs, e a aventura inocente em busca de um milagre.
O livro é narrado sob o olhar de uma criança, e contem toda pureza e ingenuidade que a narrativa merece.
Confesso que esperei me emocionar mais com  ele, mas isso não significa que não tenha me emocionado. Houve momentos de tensão e emoção, mas moderadas e ainda que não tenha me levado às lágrimas, pude me sensibilizar com a história das irmãzinhas.
Este é um livro que trata na inocência de duas crianças, em busca de um milagre para salvar a vida de sua irmã que acabara de nascer.
Um ponto que tornou a leitura muito prazerosa foi a diagramação do livro, impecável, por sinal. As borboletas deram um toque todo especial ao livro, não só na narrativa, mas na beleza da apresentação. Cada capítulo inicia com um belíssimo aspecto, confira nas fotografias ao lado, repito: é de uma diagramação impecável.         
Esse livro é recomendado para aqueles momentos em que desejamos simplesmente relaxar, com uma leitura leve, simples, inocente, tranquila e cativante.




Quer ganhar os marcadores de “A Jornada”? Irei sortear um kit com dois marcadores entre os que comentarem nesta resenha até o dia 30 de Abril de 2012. O resultado será Divulgado via Twitter e Página do Blog no Facebook na primeira semana de Maio. 





Até a Próxima!

0 comentários:

Back to Home Back to Top Livros da Pris. Theme ligneous by pure-essence.net. Bloggerized by Chica Blogger.